sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Tóquio e Quioto - Como comprar ticket de metrô / trem e fazer ajuste de tarifa

Em posts anteriores eu falei um pouco sobre como funcionam os sistemas de trem e metrô de Tóquio e Quioto, apresentando a estrutura deles, com as linhas e empresas que operam. Um ponto que não incluí nesses posts e gostaria de mostrar um pouco mais em detalhes é como comprar os tickets e um recurso bastante útil que existe no Japão, que é o ajuste de tarifa.

Metrô: o melhor amigo do turista!

A primeira coisa a se saber com relação ao sistema japonês é que o valor da tarifa é variável. Os 2 tipos de cálculo de tarifa que vi, e que no final acabam sendo bem parecidos, foram:
  • Distância percorrida: esse é o sistema usado pelo metrô de Tóquio, por exemplo. A tarifa de adulto varia entre 170 a 310 yens, considerando distâncias entre 1 e 40 km percorridos. 
  • Número de estações percorridas: esse é o sistem usado pela Keihan Line de Quioto, por exemplo. A tarifa de adulto varia entre 150 e 540 yens, considerando entre 1 e 14 estações percorridas. 

Os tickets são comprados diretamente nas estações, em máquinas de auto atendimento:

  • As máquinas sempre tem um botão "English" para passar o idioma para o inglês. 
  • Como regra geral, essas máquinas aceitam apenas dinheiro (notas e moedas). 
  • As moedas aceitas são as de 10, 50, 100 e 500 yens. 
  • As notas aceitas (que testei) são as de 1000 e 10000 yens. Entretanto, as notas de 10000 não eram aceitas em todas as máquinas e, em alguns momentos, tivemos que seguir até um guichê aonde a nota de 10000 foi trocada por 10 notas de 1000 yens. 
  • O número de tickets (1, 2 pessoas) ou o tipo (adulto, criança) é escolhido em botões que ficam na parte lateral das máquinas.

Exemplo de máquina para compra de tickets da Japan Rail. (Fonte: TokyoTips)

Os tickets devem ser comprados antes do acesso as plataformas. O processo é bastante simples. Para compra de ticket em Tóquio, por exemplo:
  1. Aperte o botão "English".
  2. Selecione "Ticket", para comprar apenas uma viagem. Nesse etapa também é possível escolher para comprar um passe diário, por exemplo (vou falar mais abaixo sobre isso).
  3. Vai abrir um menu com os valores possíveis de tickets. Caso esteja em mais de uma pessoa, selecione nos botões laterais o número de pessoas (até 3) e se são adultos ou crianças. Os valores vão atualizar.
  4. Escolha o valor de ticket desejado. Caso não saiba o valor, olhe pra cima: é bem provável que haja uma grande tabela mostrando quais os valores de tarifa pras diferentes estações das linhas. Além disso, você pode fazer uma busca pela estação de destino (botão Search by Station Name) e a máquina já te mostra o valor correto da tarifa. Uma última possibilidade é comprar o ticket mais barato e fazer um ajuste de tarifa no final (vou explicar mais abaixo). 
  5. Insira as moedas / notas. Assim que o valor for atingido, a máquina irá emitir os tickets e fornecer o troco, quando necessário. 
O sistema de compras em Quioto é bastante parecido com o de Tóquio, com uma inversão nos itens 4 e 5: ao invés de selecionar a tarifa desejada e inserir o pagamento, você vai inserindo as moedas / notas e elas vão "liberando" as tarifas possíveis de serem compradas com aquele dinheiro (a imagem acima, da JR, usa o mesmo sistema). Então é só escolher a desejada, assim que ela ficar disponível. 

Atenção: o ticket é inserido nas catracas de entrada e saída das plataformas! Isso é para garantir que a tarifa paga está correta. Portanto, guarde bem o ticket após ir para a plataforma e entrar no trem!


Sim, as estações mostram a distância até as plataformas!

Uma alternativa quando você não sabe direito o valor da tarifa para a estação de destino desejada ou está com muita pressa é comprar o ticket mais barato e fazer um ajuste de tarifa no final. O ajuste é feito na estação de destino, nas máquinas chamadas "Fare Adjustment", que ficam ao lado das catracas de saída. Para fazer o ajuste:
  1. Insira o ticket.
  2. A máquina vai calcular qual a diferença de tarifa necessária a pagar e mostrar na tela.
  3. Insira as moedas e notas.
  4. A máquina vai emitir o ticket de ajuste e fornecer o troco. 
Após isso, basta inserir o ticket de ajusta na catraca de saída.

Atenção: Se você tentar inserir um ticket com um valor menor do que o necessário para aquela estaçao de destino, a catraca vai apitar ou fechar uma portinha na sua frente. Caso isso aconteça, volte para a máquina de "Fare Adjustment". 

Máquinas de ajuste de tarifa. (Fonte: Virtual Tourist)

Caso você planeje utilizar bastante o metrô em Tóquio, uma possibilidade para "economizar" um pouco de dinheiro é comprar um passe diário. Coloquei economizar entre aspas porque, mesmo comprando o passe, o gasto com transporte no Japão é bastante elevado. Esse é um ponto pra se levar bastante em consideração em qualquer planejamento de viagem ao país.

Falando agora sobre o passe, como o metrô de Tóquio é gerenciado por 2 empresas diferentes (Tokyo Metro and Toei Subway), existem 3 possibilidades de passe (valores em 2015):
  • Válido apenas para Tokyo Metro. Preço: 600 yens
  • Válido apenas para Toei Subway. Preço: 700 yens
  • Válido para ambos. Preço: 1000 yens

Lembrando que, caso você compre o passe para apenas uma das empresas, você poderá utilizar apenas as linhas daquela empresa. Dependendo da região que deseje ir, pode ser complicado e envolver diversas conexões para chegar lá. Vale a pena checar seu roteiro antes de decidir. 

Não deixe de entrar em todas as lojas de conveniência das estações de metrô: você pode encontrar tesouros!

Uma última dica: portadores do JR Pass podem economizar com metro utilizando apenas os trens da Japan Rail. A cobertura no centro de Tóquio não é tão abrangente, mas para áreas mais distante é relativamente bom.