terça-feira, 13 de setembro de 2016

Japão - Como funciona o passe da Japan Rail

Muitas vezes quando viajamos queremos poder visitar o maior número de lugares possível! Quem já viveu o dilema de tentar encaixar todas as cidades desejadas num roteiro de poucos dias e acabar ficando com 1 ou 2 dias por local sabe do que estou falando! Para quem estiver planejando uma viagem ao Japão, e gostar desse estilo de viagem, uma ótima dica é investir no passe da Japan Rail [JR]. 

Como funciona o passe da Japan Rail.
O Japão tem tantos lugares para conhecer que é até difícil montar um roteiro!


Basicamente, o passe dá direito ao uso de trens, ônibus e ferries de toda a rede da JR pelo Japão, incluindo os 'Shinkansens' (trens de alta velocidade)! Ele é válido por um período de tempo específico de 7, 14 ou 21 dias corridos, portanto após o primeiro dia de uso ele já estará contando. Não dá para escolher datas específicas que deseja usar, como por exemplo no passe de ônibus da Willer Express, que falei sobre em outro post

Confesso que acabei não utilizando esse passe durante minha viagem devido ao preço, que pode ser bastante salgado. O mais simples, de 7 dias, sai por $ 279, enquanto que o de 21 dias custa $ 569! Além disso, essa questão da validade em dias corridos não encaixava com meu plano de viagem, que considerava vários dias em algumas poucas cidades. Mas pesquisei bastante antes de viajar e reuni as informações abaixo. 

Como funciona o passe da Japan Rail.
Ferry da JR que liga Hiroshima a ilha de Miyajima está incluso no passe

O primeiro ponto importante é que o passe da JR só é permitido para turistas temporários não-japoneses no Japão. Para brasileiros, é obrigatório tirar o visto de turismo para entrar no Japão nessa categoria. Qualquer outro tipo de visto (por exemplo estudante ou trabalho) não dará o direito ao uso. Essa regra inclusive é válida para portadores de dupla nacionalidade, que caso queiram usar o passe precisam entrar no país usando seu passaporte não-japonês! 

Outro ponto importante é que ele não pode comprado em solo japonês! Caso deseje comprar o passe, isso tem de ser feito antes da sua viagem ou não será mais possível fazer após a chegada. Entretanto, é possível comprar no site e pedir para entregar no hotel, caso não dê tempo de receber em sua casa antes da partida. A compra é feita diretamente no site e pode ser paga com cartão de crédito ou débito (Visa/Mastercard). Além do próprio valor do passe, é cobrada uma taxa de envio para a sua residência, via Fedex. Fiz uma simulação e o valor ficou em $ 30 para o Brasil. 

Como funciona o passe da Japan Rail.
Já que o ferry está incluso no passe, não deixe de visitar Miyajima!

O processo todo é bastante simples. Na primeira parte você preenche seu titulo (Sr, Sra...), nome e sobrenome (igual estiver no seu passaporte), data de nascimento e data de utilização do passe. Note que essa data de utilização não precisa ser exata, mas deve estar dentro dos próximos 3 meses para permitir a compra. Como o visto japonês também só pode ser solicitado 3 meses antes da viagem, não será muito problema. 

Após isso, você precisa confirmar que cumpre com o critério de eligibilidade, que basicamente são as características que coloquei acima relativos ao passaporte não-japonês e visto de turista temporário. Por fim, coloque seu endereço e os dados do cartão para o pagamento. Após confirmada a compra, um Exchange Order (XO) será enviado para você no endereço solicitado. Esse Exchange Order será trocado pelo JR Pass após sua chegada no Japão, em agências autorizadas da JR, identificadas como 'Exchange Offices'. A recomendação é fazer isso diretamente no aeroporto.   

Não esqueça: após a ativação do seu passe, a validade é em dias corridos!

Como funciona o passe da Japan Rail.
Com o passe comprado, já pode começar a sonhar com sua viagem!

Como existem algumas linhas que não fazem parte do passe, vale a pena dar uma checada em quais você poderá utilizar seu passe. Além disso, é importante notar que é possível utilizar assentos não reservados ou reservados. Caso queria efetuar uma reserva, basta ir na agência da JR na estação reservada e fazer a solicitação, que é sem custo. 

Se sua viagem for restrita a uma parte do Japão, dê uma olhada também nos passes regionais. Pode sair mais em conta que o nacional (sobre o qual falei acima).