quarta-feira, 22 de junho de 2016

Paris - Como funciona o metrô

Paris dispensa apresentações: está todos os anos entre as 3 cidades mais visitadas do mundo e é presença certa na "wishlist" de viagens de 10 entre 10 pessoas. Uma cidade que mais parece um cartão postal, com surpresas e belezas surpreendentes a cada esquina, precisa contar com um sistema de transporte bastante eficiente para suportar o intenso volume de turistas que passam todos os dias. E nesse quesito a cidade não deixa a desejar. 

Precisa de legenda?

O sistema de metrô é muito eficiente, tem uma ótima cobertura de todos os principais pontos turísticos da cidade e é super fácil de utilizar. Nesse post vou falar um pouco sobre as linhas existentes e algumas informações adicionais importantes. No próximo post falarei sobre valores e particularidades dos tickets e passes

Mapa do Metrô de Paris


Mapa do metrô de Paris
Mapa do Metrô de Paris mostrando as linhas pela cidade

O mapa acima é o meu preferido: ele na verdade é um mapa da cidade, mostrando inclusive ruas e pontos turísticos, mas também as linhas e estações do metrô. Além disso, existem também o mapa padrão e o compactado que podem ser encontrados no link acima. O sistema é controlado pela RATP (Régie Autonome des Transports Parisiens), que é na verdade responsável por todos os transportes públicos da cidade. 

O metrô é composto de 14 linhas, identificadas por cores (por exemplo a linha 2 é a azul), que atravessam a região central de Paris em diversas direções. Efetivamente, você sempre está a algumas ruas de uma estação, o que é bastante prático! Além disso, as linhas se interceptam em diversos pontos, facilitando as conexões. Esses pontos são identificados pelo símbolos brancos: nessas estações é possível ir de uma linha a outra sem precisar de outro ticket (só tome cuidado para não confundir com uma linha de RER, falarei mais abaixo). 

Como na maioria dos sistemas de metrô, os trens sempre trafegam nas duas direções e o sentido para qual está indo é identificado pelo nome da última estação. Tenha sempre o mapa em mãos para facilmente identificar em qual lado da estação ficar (mas não se preocupe, caso não tenha um mapa na própria estação tem vários). 

Linha 1 do metrô, mostrando os 2 sentidos possíveis

Além do sistema de metrô, Paris também possui as linhas do RER (Réseau Express Régional), que é o sistem de trens metropolitanos. Ele é composto de 5 linhas, identificadas por letras (A, B, C, D e E). Os RERs possuem linhas mais extensas, algumas vezes com mais de um destino possível. Ele é necessário para destinos que estejam na região metropolitana de Paris, geralmente não cobertas pelo metrô, como por exemplo o Château de Versailles (que fica na cidade de Versailles).

Um ponto importante que deve ser checado com cuidado é a parte de Zonas de Tarifa (abaixo): os valores dos tickets aumentam progressivamente a medida que se afasta do centro. A zona de partida e de destino devem ser consideradas quando o ticket é comprado (principalmente para o RER, mas em alguns casos para o metrô). 

Zonas de tarifa do metrô de Paris
Zonas tarifárias do sistema de metrô / RER de Paris
   
Outro ponto de atenção é com relação a fiscalização. Geralmente durante toda a viagem você não é solicitado a mostrar o ticket para ninguém, porém em alguns momentos aleatórios fiscais podem entrar nos trens e solicitar que os tickets, que são validados na entrada da estação, sejam apresentados. Se você estiver sem, será multado com certeza. Portanto, mantenha sempre o ticket com você até sair da estação de destino!

Por fim, caso esteja perdido na rua procurando uma estação, procure sempre uma das placas abaixo, que são os charmosos símbolos do metrô de Paris!


Símbolos do metrô de Paris
Símbolos do metrô de Paris