domingo, 27 de setembro de 2015

Japão - Como tirar visto de turismo

O Brasil é um dos países que o Japão exige visto de entrada, portanto isso deve ser levado em conta caso esteja planejando visitar esse país espetacular e encantador. O ponto positivo é que o processo não é muito complicado e bastante eficiente.

Senso-ji, Tóquio (fala se não vale a pena?)

Esse post mostra o passo a passo para o chamado visto de curta permanência, mais especificamente o de turismo. A melhor fonte de informações é o próprio site do Consulado Japonês.

Importante ressaltar que:
  • Conexões internacionais em aeroportos do Japão não necessitam de visto. Exemplo: em 2014 fiz uma viagem para Bangkok partindo de Nova York e com conexão em Tóquio (aeroporto de Narita). Não saí do aeroporto e fiz somente a troca de aeronaves. Nesse caso, não precisei tirar visto algum.
  • Caso você tenha uma conexão mais longa e deseje visitar a cidade durante o período de conexão, existe um tipo de visto mais simples chamado Visto de Trânsito

Aeroporto de Narita - Tóquio (2014 - conexão rumo a Bangkok)

Falando agora mais especificamente do visto de curta permanência para turismo:

  • O visto padrão é de uma entrada apenas. Desde Junho/2015 existe a opção de visto de múltiplas entradas, mas a solicitação dele tem critérios mais rígidos, inclusive o de comprovar entrada no Japão nos últimos 3 anos.
  • Se a sua viagem prevê 2 entradas no Japão, mesmo que com um curto intervalo entre eles, você precisará solicitar 2 vistos!
  • O visto deve ser solicitado 3 meses antes da data de entrada no Japão. Isso porque a validade dele é exatamente de 3 meses a partir da data de emissão. 
  • O custo do visto é de R$ 67,00 (valor em 2015).  
  • Se você tiver como comprovar que o roteiro da sua viagem inclui alguma cidade das regiões de Miyagi, Fukushima ou Iwate, você fica isento da taxa de visto. O motivo é incentivar o turismo nas regiões afetadas pela tsunami de 2011. Essa isenção é válida até 2016. 
  • Além disso, se você tiver como comprovar que vai visitar a região de Okinawa (o "Caribe" japonês), também tem isenção de taxa de visto. 
  • O tempo de emissão do visto é de apenas 2 dias úteis, caso não haja problemas na documentação. 

Okinawa - Não consegui ir, mas fica aqui a dica!

1º Passo - Reunir a documentação


A lista de documentos necessário para o visto pode ser encontrada no site do consulado. Falando um pouco de cada um deles:
  1. Passaporte com no mínimo 3 meses de validade.
  2. Fórmulário de solicitação de visto. Deve estar corretamente preenchido (a mão ou digitado) e assinado. A parte de garantidor ou referência no Japão deve ser preenchida quando alguém de lá que é o responsável financeiro pela viagem. A parte de convidador é quando está indo visitar algum amigo, por exemplo. No meu caso, não preenchi nenhum dos dois.
  3. Cópia do RG. Não precisa ser autenticada. 
  4. Foto 3x4 recente.
  5. Passagem de ida e de volta ou cópia da reserva. 
  6. Cronograma da viagem. Deve conter o roteiro previsto da viagem, com as datas e cidades que serão visitadas, assim como um telefone da hospedagem em que ficará. No meu caso por exemplo, eu usei o AirBnB, então coloquei os telefones dos meus anfitriões nesse campo. O consulado pode querer ligar para os números para confirmar suas informações.
  7. Comprovantes de renda. Recomendação é levar cópia do último imposto de renda declarado (todas as páginas, inclusive o recibo de entrega), 3 últimos holerites recebidos e também extrato dos 3 últimos meses de sua conta bancária. Se estiver fazendo uma aplicação conjunta, por exemplo para casais, pode apresentar comprovantes financeiros de só um dos dois. Nesse caso, deve levar também original e cópia do documento de casamento ou união estável. 
Caso esteja indo a convite de alguém ou alguém do Japão que é o garantidor da viagem, tem mais alguns documentos usados pra comprovar o convite e as condições financeiras. 

Quioto não pode faltar no roteiro!

2º Passo - Dar entrada na solicitação do visto


De posse dos documentos, chegou a hora de dar entrada no processo de visto. Lembrando que isso deve ser feito 3 meses antes da viagem, por conta da validade do visto. A entrada é feita no próprio consulado. No meu caso, fiz no consulado em São Paulo, que é responsável por atender aos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e também ao triângulo mineiro. Caso seja de outras regiões, confira aqui qual unidade você deve ir.

Para solicitação de visto, o consulado atende somente Segunda, Quarta e Sexta, das 09:00 as 12:00! Muita atenção nesse ponto para não se frustrar quando chegar lá. 


O endereço é:

Avenida Paulista, 854, 2º andar
Edifício Top Center
Bela Vista, São Paulo

A região é super fácil de chegar porque, além de ficar na avenida mais conhecida de São Paulo, é possível ir de metrô.

Consulado Geral do Japão em São Paulo

Como dá pra ver, o consulado fica entre as estações Brigadeiro e Trianon Masp da Linha 2 - Verde do metrô. Para quem vem da rodoviária do Tiête, por exemplo, basta pegar a Linha 1 - Azul no sentido Jabaquara e trocar para a Linha 2 - Verde, sentido Vila Madalena, na estação Paraíso.  

Para não ter dúvida, essa é a fachada do edíficio (provavelmente sem os enfeites de natal atualmente!), visto da Avenida Paulista:

Edifício Top Center

Indo por essa entrada, você segue reto, depois desce um conjunto de escadas a direita e passa na recepção do edifício. Lá eles te cadastram e te dão um crachá que permite ir ao andar do consulado. 

O atendente irá receber sua documentação e conferir se está tudo certo. Caso esteja, ele te dará um número de protocolo pra ser usado na retirada do passaporte com o visto. 

3º Passo - Retirar o passaporte com o visto


O consulado pede 2 dias úteis para processar o pedido e liberar o visto. Caso haja algum questionamento, eles podem entrar em contato e solicitar alguma documentação adicional. 

A retirada do passaporte é feita também no consulado. O horário de atendimento nesse caso é um pouco melhor: de segunda a sexta, das 14:00 as 16:00. 

Compareça no consulado munido do protocolo entregue na solicitação e da taxa de visto em dinheiro. Quando tirei o visto (Jun/2015) o consulado não aceitava nenhum tipo de cartão ou cheque. 

Se tudo correu bem, seu visto vai estar lá colado no seu passaporte:

Visto japonês
Notem que o visto é de uma entrada apenas (Single), a validade é de 3 meses e ele permite uma estadia de até 30 dias. 

Pronto! Agora é contar os dias e embarcar rumo a uma viagem inesquecível! (e acredite em mim, vai ser!)

Floating Torii em Miyajima

Método Alternativo - Centro de Visto Japonês

Caso você não consiga comparecer ao consulado, devido aos horário restritos ou mesmo impossibilidade de ir até lá, existe uma alternativa. O Centro de Visto Japonês (CVJ) é autorizado pelo consulado para dar entrada e entrega de vistos. 

O horário de funcionamento é único para qualquer um dos serviços: segunda a sexta, das 08:30 as 17:30, ou aos sábados, de 09:00 as 12:00. Além disso, eles aceitam envio de documentação por correio, caso você não possa comparecer pessoalmente. 

O CVJ cobra uma taxa de serviço de R$ 143,00. 

Caso tenha alguma dúvida, dê uma olhada no site deles! 


Selfie com veado na ilha de Miyajima, Japão
Miyajima