domingo, 4 de outubro de 2015

Quioto - Como funcionam os ônibus da cidade

No post sobre metrô e trens de Quioto, falei que o sistema de lá, apesar de ter diversas empresas e linhas, não é tão abrangente. Por esse motivo, para alguns pontos turísticos da cidade, você acaba tendo de caminhar ou utilizar os ônibus municipais. O próprio templo mais conhecido de lá, o Kinkaku-Ji (Pavilhão Dourado), é mais facilmente acessível por ônibus. O ponto positivo é que o sistem é bastante simples e organizado!

Templo Kinkaku-ji em Quioto
Kinkaku-Ji (Pavilhão Dourado)

Para ajudar no planejamento, na estação central de Kyoto você consegue esse mapa turístico em inglês que mostra as principais linhas de ônibus e pontos turísticos. Basicamente, ele mostra o trajeto das linhas, organizadas por cores e pela numeração dos ônibus. Além disso, existem alguns terminais espalhados pela cidade, como por exemplo o que fica na frente da face norte da estação central, que concentram várias das linhas de interesse do turista. 

  • A entrada no ônibus é feita pela porta que fica localizada no meio e a saída é feita pela da frente; 
  • O ônibus possui um telão na frente que mostra o nome das próximas paradas, em caracteres japoneses e ocidentais. Além disso, o nome das paradas também é anunciado no alto falante; 
  • A linha pode possuir uma tarifa fixa de 230 yens (2015) ou variável. As linhas de valor fixo são identificadas pelas letras escritas em branco, enquanto as de tarifa variável estão escritas em preto; 
  • O pagamento é feito quando desembarca; 
  • No caso dos ônibus de tarifa variável, você deve pegar um ticket assim que entra. Na parte da frente vai existir um telão com os números do tickets e o valor da tarifa para cada um deles, com relação a próxima parada do ônibus; 
  • O pagamento é feito numa máquina automática e só pode ser feito com moedas. Além disso, você deve inserir o valor exato da tarifa, já que a máquina não fornece troco!
  • Caso você não tenha o valor exato, existe uma segunda máquina ao lado da de pagamento em que você pode trocar notas de 1000 yens ou moedas de valor alto.

Ônibus de Kyoto. (Fonte: Wikipedia)

Caso queira economizar, também é possível comprar um passe diário, no valor de 500 yens, que dá acesso ilimitado aos ônibus da cidade (dentro da área de validade). Se quiser combinar ônibus e metrô, o passe de 1 dia sai por 1200 yens e o de 2 dias por 2000 yens.