sábado, 11 de maio de 2013

Apresentação


Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”.
Amyr Klink
Viagens dão cor à vida. Viagens curtas, de fim de semana, para visitar familiares ou amigos; viagens distantes, horas e horas de ônibus, carro ou avião, locais desconhecidos, novos sabores, cheiros, visuais; viagens que nos mudam, nos ensinam algo, ou simplesmente nos fazem lembrar quem realmente somos. A verdade é que viajar é um vício, e depois da primeira dose é quase impossível estar sóbrio novamente. Até porque, grandes viagens começam muito antes de se chegar no destino, lá no planejamento, lá naquela primeira busca por uma passagem em promoção ou por novo destino dos sonhos.
Esse blog será um pouco isso. A empolgação do planejamento, o deslumbramento das possibilidades, a realização dos planos. Até mesmo a decepção com os imprevistos, afinal eles também fazem parte. 
Desde que fiz um intercâmbio com duração de 1 ano na França, e aprendi as alegrias de ser um eterno viajante, não consegui mais parar! E pra ajudar tenho a namorada mais linda que embarca em todas minhas idéias, sejam incríveis ou furadas, o que facilita ainda mais alimentar o vício.
Minha idéia aqui é fazer postagens com minhas pesquisas, descobertas, idéias, vivências, enfim, o tema é um pouco livre. Caso tenha entrado, lido, gostado, meu muito obrigado! Se tiver dicas, conselhos, só me mandar!
E vamos viajar!

Por do sol em Viña del Mar, vale a pena ou não?